Com o vertiginoso crescimento dos conteúdos disseminados nas redes sociais, com o tempo gasto diariamente nelas, que segundo algumas pesquisas, pode chegar a mais de 3 horas diárias, e com o alto número de pessoas com acesso às estas principais redes, chegando a, aproximadamente, 60% dos brasileiros, estamos conectados e consumindo conteúdo das mais variadas características e relevâncias.

 

Muitos atletas amadores estão inseridos neste universo e, o que isso pode representar e interferir em nossos treinos diários, metas, resultados e relacionamento com colegas de treinos?

 

Como gastamos muito tempo consumindo estas informações, acabamos deixando de lado um tempo precioso dedicado a nós mesmos. Tiramos o foco da análise de nossos treinos, para “xeretar” os dados do “Strava” de nossos colegas e adversários, definimos nossas provas a partir das provas que nossos colegas, influenciadores e adversário estarão, sem mesmo saber se estamos preparados para encará-las, e se estas são, realmente, relevantes para nós.

 

Além de todos estes pontos negativos, se não sabemos lidar bem com esta tendência, ainda podemos ter sérios problemas psicológicos e físicos, por não respeitar nossos limites, evolução segura dos treinos, não seguir o planejamento de curto, médio e longo prazo estabelecido por nosso treinador. Todos estes pontos possuem influência direta nos aspectos motivacionais, gerando uma série de frustrações, conflitos e outros problemas que ainda não temos como detectá-los. Em alguns casos, atletas desistem da modalidade e, dificilmente, retornam a ela, com sérias consequências à sua saúde física e mental.

 

Viver a realidade dos outros atletas, acessar informações de baixa qualidade técnica, copiar os treinos de seus amigos e atletas profissionais pode ser um grande tiro no pé. Antes de iniciar uma rotina regular de treinos, estabelecer metas e objetivos, repense para que e para quem você está fazendo isso tudo.

 

Faça uma profunda reflexão sobre a relevância dos treinos e provas para sua vida. Curta e comemore cada desafio concluído sem se preocupar em mostrar nada para ninguém. Caso queira compartilhar seus feitos, faça isso para inspirar e motivar as pessoas à sua volta a adotarem hábitos saudáveis e, não para rebaixá-las. Por último, perca menos tempo vivendo o universo dos outros e viva, intensamente, seu próprio universo!

 

Bons treinos e bora pra cima, galera!

 

Esta coluna é um oferecimento de BLOCKS. Uma barra de frutas e castanhas que não possui essências ou conservantes. Utilizam apenas matéria prima integral, sem adição de açúcar, glúten e lactose. Experimente, são produtos divertidos, acessíveis e com qualidade. Um snacks pronto para te acompanhar nos treinos, provas ou no dia a dia. 

 

Todos os produtos BLOCKS estão disponíveis no site do trilo e nas principais lojas do Brasil.

Rodrigo Lobo

Colunista

Bacharel em Educação Física pela Escola de Educação Física da Universidade de São Paulo; Sócio diretor da Lobo Assessoria Esportiva; Palestrante de temas sobre qualidade de vida, treinamento esportivo e empreendedorismo; Colunista do portal Ativo.com e colaborador de diversos portais e revistas esportivas; Atleta amador de corrida de rua e triathlon, Contribui com o Trilo mensalmente com a coluna - DA TEORIA A PRÁTICA - tudo que precisamos saber para manter os treinos e a qualidade de vida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *