Qual sua modalidade preferida dentre as três (natação, ciclismo ou corrida) no triathlon? Em breve farei uma pesquisa mais completa para poder validar este texto, mas enquanto isso não acontece, não precisa ter bola de cristal para tentar adivinhar qual a grande favorita desta enquete.

Basta passar alguns minutos nas redes sociais dos seus amigos triatletas amadores, que postam seus treinos diários, principalmente aqueles mais cabeludos e longos. Sem contar as fotos maravilhosas de seus equipamentos. A final, qual modalidade é esta? O ciclismo, é claro!

Cada modalidade representa um percentual de importância diferente dentro de cada distância no triathlon. O triathlon sprint e olímpico, a natação, o ciclismo e a corrida tem pesos semelhantes para quem pretende desempenhar um bom resultado, enquanto em distâncias maiores, como o long distance (Ironman 70.3) ou Ironman full, o ciclismo e a corrida definem o resultado de provas.

Independentemente do seu peso em cada distância, saber nadar bem é fundamental para que o triatleta saia da água inteiro para a sequência do esporte, sem contar pela questão de sobrevivência (não ter medo de encarar as águas abertas e não desistir da prova precocemente). Infelizmente, tem se observado a negligência aos treinos de natação, principalmente aos específicos de águas abertas.

As transições, precisam ser muito bem treinadas, pois segundos ou minutos preciosos são poupados dentro do tempo total de prova, podendo ser um fator decisivo no resultado, além de ajudar o atleta a migrar para a próxima modalidade com mais tranquilidade.

Avançando para o ciclismo, a modalidade preferida pela maioria dos triatletas, pedalar com consistência contribui para o ganho de posições valiosas, posicionando bem o atleta na prova, poupando as pernas para a tão temida corrida. A final, por que a corrida é tão temida assim?

Além da modalidade ter maior influência da composição corporal e de características biomecânicas e morfológicas do atleta, a corrida costuma ficar em segundo ou terceiro plano dentro do ciclo de treinamento para uma prova. Basta assistir alguns eventos para notar isso! É uma tristeza, muitas vezes, decepcionante acompanhar atletas sofrendo e rastejando no final das provas por não ter treinado devidamente a corrida, ou errado o ritmo ao longo da prova, pedalando como um ciclista.

Geralmente, os triatletas investem horas e horas pedalando nas estradas, ou mesmo no rôlo de treinamento com seus melhores equipamentos, competindo no Strava contra seus colegas, ou adversários de categoria. Em muitos casos, preferem vencê-los nos treinos a vencê-los nas provas, apesar da decepção clara ao final de cada quando o resultado esperado não é atingido.

Outro ponto interessante a observar é quando, nós treinadores, incluímos treinos técnicos de águas abertas, ou de corrida na programação, a adesão é baixíssima comparada à adesão aos treinos de longas rodagens em estradas.

Por fim, o valor investido em bikes, acessórios e equipamentos de ciclismo é discrepante, comparado a outros investimentos importantes, como em serviços e profissionais de apoio (treinadores, nutricionistas, avaliações, psicólogos), em locais apropriados para treinar, acessórios das outras modalidades, provas controle e secundárias com distâncias menores, ou de modalidades únicas (corridas, travessias, etc.).

Este é um texto para uma reflexão inicial sobre o assunto. Existem muitos outros pontos a serem explorados, com o objetivo de justificar esta preferência que serão abordados no futuro. De qualquer forma, vale a pena repensar qual o peso que você dá para cada modalidade e quais são seus pontos fortes e fracos no triathlon.

 

Bons treinos e bora pra cima, galera!

 

Esta coluna é um oferecimento de IOGURTE MOO. O 1º iogurte tipo Skyr do Brasil com receita tradicionalmente islandesa. Um iogurte dessorado feito com ingredientes simples: leite de vaca e fermentos lácteos, sem conservantes. No Moo os elementos sólidos do leite, como proteínas, sais minerais e vitaminas são concentrados, criando assim um superalimento. 

 

Todos os produtos MOO estão disponíveis nas principais lojas do Brasil.

Rodrigo Lobo

Colunista

Bacharel em Educação Física pela Escola de Educação Física da Universidade de São Paulo; Sócio diretor da Lobo Assessoria Esportiva; Palestrante de temas sobre qualidade de vida, treinamento esportivo e empreendedorismo; Colunista do portal Ativo.com e colaborador de diversos portais e revistas esportivas; Atleta amador de corrida de rua e triathlon, Contribui com o Trilo mensalmente com a coluna - DA TEORIA A PRÁTICA - tudo que precisamos saber para manter os treinos e a qualidade de vida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *