PARTE 2: ORGANIZAÇÃO DOS BLOCOS DE TREINO

 

Agora que vocês já conhecem como estruturamos de maneira geral os treinos, chegou a hora de conhecer com mais detalhes como dividimos os grandes blocos do treinamento (mesociclos):

 

Um macrociclo é composto por diversos mesociclos. Eles são programados conforme a fase do treinamento: período de base, pré-competitivo, competitivo e de transição. A duração de cada período pode variar bastante, pois depende do condicionamento físico, histórico esportivo e objetivo do atleta.

 

Período de base (geral): O alvo é desenvolver capacidades básicas e gerais importantes, como força e condicionamento aeróbico. É realizado no início do macrociclo, entre 4 a 10 semanas. Os treinos são mais focados em rodagens com ritmo leve a moderado.

 

Período pré-competitivo (específico): Trabalho específico com foco nos estímulos mais utilizados na prova alvo do atleta (velocidade, resistência, força, potência). Em muitos casos há a composição equilibrada destes estímulos. Este ciclo pode durar de 4 a 12 semanas. Os treinos geralmente são mais intensos e complexos neste período.

 

Período competitivo: É o momento de recuperar o corpo para chegar descansado na prova, mas sem perder todo o condicionamento já conquistado. Muitos chamam essa fase de “polimento”. Pode durar de uma a quatro semanas. Os treinos sofrem uma redução de volume e intensidade.

 

Período de transição (Regenerativo): Fase de “descanso” após uma prova. Pode durar de 2 a 4 semanas. Não é recomendado parar completamente de treinar, a fim de manter o condicionamento, dependendo da prova realizada, é claro. O descanso ativo com atividades diversificadas com baixa intensidade são perfeitos nesta fase.

 

Agora que vocês estão mais feras no assunto, quero vê-los treinamento com qualidade e sem desesperar em treinar todas as semanas com alto volume e intensidade! Existe o momento correto para cada estímulo! No próximo texto, saberemos um pouco mais sobre os tipos de treino e o motivo de cada um deles!

 

Bons treinos e até breve!

Rodrigo Lobo

Colunista

Bacharel em Educação Física pela Escola de Educação Física da Universidade de São Paulo; Sócio diretor da Lobo Assessoria Esportiva; Palestrante de temas sobre qualidade de vida, treinamento esportivo e empreendedorismo; Colunista do portal Ativo.com e colaborador de diversos portais e revistas esportivas; Atleta amador de corrida de rua e triathlon, Contribui com o Trilo mensalmente com a coluna - DA TEORIA A PRÁTICA - tudo que precisamos saber para manter os treinos e a qualidade de vida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *