Ao longo de minha vida esportiva, pude vivenciar diversas situações particulares de amigos e atletas, superações de novas distâncias, quebras de recordes pessoais, conquistas pessoais, realização de sonhos.

 

Cada um com seu motivo ao apertar o botão “start” do relógio na largada de uma prova, e depois ao apertar o botão “stop” ao cruzar a linha de chegada, o relógio mostrará um tempo que está intimamente ligado às semanas, meses e anos de treinamento e dedicação.

 

Quando entramos em um desafio, independentemente de seu nível de complexidade e relevância, devemos leva-lo a sério para que possamos curtir o processo, deixar legados em nossas vidas e passar por ele com segurança e saúde.

 

Uma vez cumprida esta lição de casa, o bom resultado será uma consequência e, caso algo fuja do controle, ainda sim, poderemos usufruir de todos os ensinamentos aprendidos, bons hábitos adquiridos e fixados e muita história para contar.

 

Não devemos mirar apenas em números, amigos que fazemos, saúde e bem-estar adquiridos, lições de ética e companheirismo são muito mais importantes do que baixar segundos em relação à uma prova anterior. Quando fazemos bem feito aquilo que amamos, o esporte fará parte de nossas vidas por muitos anos, consequentemente, oportunidades não faltarão para estas quebras de recordes pessoais, ou pódios conquistados.

 

Não se frustre se você precisar ajudar um colega que está em apuros em uma prova e seu tempo não for o esperado no final. Não se desmotive se você tiver um pneu furado em uma prova de ciclismo ou triathlon. Não desista se o calor ou frio intenso chegar às vésperas de sua prova e você não for capaz de bater sua meta. Siga em frente, caso algum problema físico surja, como uma cólica intestinal, dor de cabeça, câimbra ou enjôo... seja forte!

 

Tendo clara a real relevância e até quando queremos que o esporte faça parte de nossas vidas, buscaremos motivação em diferentes ocasiões e nada nos derrubará. Quem busca evolução contínua, bons resultados e alto rendimento, colherá bons frutos em médio e longo prazo, sem contar que poderá continuar a colheita por muitos e muitos anos.

 

Bora pra cima, galera!

Rodrigo Lobo

Colunista

Bacharel em Educação Física pela Escola de Educação Física da Universidade de São Paulo; Sócio diretor da Lobo Assessoria Esportiva; Palestrante de temas sobre qualidade de vida, treinamento esportivo e empreendedorismo; Colunista do portal Ativo.com e colaborador de diversos portais e revistas esportivas; Atleta amador de corrida de rua e triathlon, Contribui com o Trilo mensalmente com a coluna - DA TEORIA A PRÁTICA - tudo que precisamos saber para manter os treinos e a qualidade de vida!

One thought on “MUITO ALÉM DOS NÚMEROS E RESULTADOS

  1. Juliany Cola Fernandes Rodrigues disse:

    Muito bom o texto…. chama a atenção para a essência do esporte, que nem sempre é fazer os melhores tempos ou dar absolutamente tudo certo. Tem provas que são perfeitas, mas dias que serão mais difíceis. Como fala a música: dias de luta, dias de glória. Quando há luta, as glórias são ainda mais gratificantes, especiais e inesquecíveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *