Quando iniciamos um esporte, principalmente os de endurance, como a corrida de rua, de montanha, ou o triathlon, acabamos nos apaixonando loucamente ao ponto de sermos capazes de realizar feitos grandiosos, nunca antes imaginados.

 

O tempo de dedicação para cada distância de cada modalidade tem relação direta com alguns fatores:

 

Todos estes fatores precisam estar muito bem claros antes de definirmos qual esporte escolher

 

Esporte escolhido: O triathlon, apesar de possuir distâncias mais curtas, ainda sim requer uma disciplina maior e organização por conta das 3 modalidades que precisam ser treinadas, comparativamente, à corrida de rua, por exemplo.

Prova definida: Quanto mais longa for a prova, maior tempo deverá ser dedicado aos treinos.

Característica e histórico do atleta: O perfil do atleta definirá quantas horas e quilômetros semanais serão dedicados aos treinos.

Objetivos e metas: Quanto maior for a ambição por bons resultados, sejam eles quais forem e estiverem distantes da realidade atual do atleta, maior será o esforço e dedicação para estas metas e objetivos.

 

Todos estes fatores precisam estar muito bem claros antes de definirmos qual esporte escolher. Uma vez escolhido o esporte, com o passar dos anos de prática, nos tornamos ainda mais exigentes e buscamos novos desafios, que vão desde superar distâncias mais longas até resultados expressivos em distâncias menores. Devemos tomar muito cuidado antes de dar qualquer passo adicional para não nos frustarmos com expectativas não atendidas. Não há nada pior que nos sentirmos frustrados e incapazes de realizar algo, não é mesmo?

 

Devemos levar em consideração alguns pontos antes de avançar mais uma casa no tabuleiro:

 

Propósito e relevância: Será que é isso mesmo que buscamos? Por que queremos tanto isso? Será que isso é relevante mesmo para nossas vidas? Estas perguntas precisam ser respondidas antes mesmo de darmos o primeiro passo.

Rotina, organização e dedicação: Propósito claro e desafio relevante, precisamos organizar nossa rotina para que seja possível dedicar tempo suficiente para a realização da meta definida.

Projeto compartilhado e parceiros: Nada avançará se não compartilharmos e tivermos o aval das pessoas próximas, como família, amigos e trabalho. Precisamos deles e de parceiros para nos incentivar e apoiar, sem esquecer da admiração pela nossa dedicação e feitos.

Equilíbrio: A longevidade de nossos projetos também tem relação direta com o equilíbrio, ou seja, nada de “bitolação” e deixar de lado o trabalho, a família, os amigos e todos aqueles que estão conosco diariamente. Sem este equilíbrio, uma hora a ficha vai cair e estaremos sozinhos no barco sem ter para onde ir e com a desmotivação lá embaixo.

 

Aproveite, ao máximo, o que o esporte e seus desafios têm a nos ensinar. Nada de dar um passo maior que a perna, mas ao mesmo tempo, não se acomode, buscando sempre novas metas para tornar a vida ainda mais emocionante.

 

Bons treinos e bora pra cima, galera!

 

Esta coluna é um oferecimento de IOGURTE MOO. O 1º iogurte tipo Skyr do Brasil com receita tradicionalmente islandesa. Um iogurte dessorado feito com ingredientes simples: leite de vaca e fermentos lácteos, sem conservantes. No Moo os elementos sólidos do leite, como proteínas, sais minerais e vitaminas são concentrados, criando assim um superalimento. 

 

Todos os produtos MOO estão disponíveis nas principais lojas do Brasil.

Rodrigo Lobo

Colunista

Bacharel em Educação Física pela Escola de Educação Física da Universidade de São Paulo; Sócio diretor da Lobo Assessoria Esportiva; Palestrante de temas sobre qualidade de vida, treinamento esportivo e empreendedorismo; Colunista do portal Ativo.com e colaborador de diversos portais e revistas esportivas; Atleta amador de corrida de rua e triathlon, Contribui com o Trilo mensalmente com a coluna - DA TEORIA A PRÁTICA - tudo que precisamos saber para manter os treinos e a qualidade de vida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *