A ansiedade já está batendo, mesmo você estando há meses de sua tão sonhada prova? Quando optamos em nos inscrever em uma prova fora do estado ou do país, geralmente, esta costuma ter um significado mais especial, seja pelo passeio que prosseguirá o evento, pela classificação obtida em uma prova com índice técnico, ou mesmo pelo fato da importância e expressividade da prova.

 

Para ajuda-los a minimizar possíveis problemas, listei algumas dicas importantes para os corredores e triatletas que tem alguma viagem programada:

 

1. Organize-se! Uma agenda coerente e bem organizada evitará que a cabeça fique maluca com tantos compromissos nos dias que antecedem a prova. Quando temos tudo planejado e escrito, evitamos este desespero desnecessário.

 

2. Faça tudo com antecedência, visto que sempre aparecem tarefas e surpresas ao longo do dia, principalmente naquela semana que antecede aquela prova importante! Isto só aumentará nossa ansiedade.

 

3. Faça um bom checklist! Esta lista precisa ser elaborada com calma e ao longo das semanas antecedentes à viagem, com base em tudo aquilo que será utilizado nos treinos que antecedem a prova e no grande dia. Coloque tudo no papel, lembrando de todos os mínimos detalhes, desde os itens básicos: tênis, capacete, bike, roupa de prova e treino (leve mais de uma opção com base nas diferentes condições climáticas enfrentadas), suplementação específica, acessórios obrigatórios, até os complementares e importantes: roupas de passeio, meias, óculos de natação, sapatilha, itens de higiene pessoal, porta-número, protetor solar, entre outros.

 

4. Bastidores:

Parte aérea: Verifique se está tudo certo com seu bilhete de embarque, verifique o horário de embarque e partida, como será feito p deslocamento casa-aeroporto e hotel-aeroporto, regras de bagagem, o que é permitido levar na mala despachada e dentro do avião, o que o voo oferece de alimentação e outros benefícios, tempo de voo para planejar o descanso (prefira os voos noturnos), hidratação frequente, roupas confortáveis e que protejam do ar-condicionado do avião, fones de ouvido, almofada de pescoço, meia de compressão e algumas caminhadas curtas pelo avião para evitar problemas circulatórios em voos longos.

Hospedagem: Condições da reserva (horário de check-in e check-out), regras e cardápio do café da manhã e outras refeições, mercados e outros estabelecimentos próximos (farmácia, metrô, restaurantes, etc.), tipo de quarto (frigobar, cama confortável, regras do hotel).

Seguro viagem e documentações: O seguro viagem é importante, apesar de nunca desejarmos utiliza-lo e, em alguns casos, obrigatórios, lembrando que este precisa ser específico para prática esportiva. Passaporte com tudo em ordem, inclusive a data de validade com folga, vacinas obrigatórias, licença para dirigir, taxas obrigatórias extras para entrada no local e para a participação de alguns eventos, comprovante de inscrição para retirada de kits, atestado médico (obrigatório para algumas provas). Se possível, dominar o básico da língua inglesa para não passar apertos.

5. Cuidado com o dia da viagem! Neste dia costumamos comer mal, pular refeições e dormir pouco. Neste caso, vale à pena planejar bem o que levar para comer, tentar relaxar a cabeça (para isso, tudo deve estar organizado e separado), sair de casa e do hotel com um pouco mais de antecedência, chegar no local dias antes, para que o corpo possa se adaptar ao fuso horário e aos hábitos regionais, além de chegar descansado na prova e cuidado com os passeios que desgastam o corpo, comidas típicas da região, entre muitos obrigatórios.

 

6. Estude bem o local da prova e que a organização fornecerá: Condições climáticas, programação do despertador com base no tempo para chegada na arena da prova, o tempo de preparação até a largada, estacionamentos próximos, principais obstáculos que possam ser enfrentados até a largada, horário do café da manhã, e aproveite para buscar informações extras no regulamento da prova, com moradores da região, e claro, com uma ampla pesquisa no Google.

 

7. Pense sempre positivo e sempre mantenha a calma! Mesmo cumprindo tudo isso a risca, muitas situações que fogem de nosso controle ocorrerão. Quem tiver paciência e tranquilidade, conseguirá enfrentar tudo da melhor maneira possível.
Bons treinos e bora pra cima, galera!

 

Esta coluna é um oferecimento de IOGURTE MOO. O 1º iogurte tipo Skyr do Brasil com receita tradicionalmente islandesa. Um iogurte dessorado feito com ingredientes simples: leite de vaca e fermentos lácteos, sem conservantes. No Moo os elementos sólidos do leite, como proteínas, sais minerais e vitaminas são concentrados, criando assim um superalimento. 

 

Todos os produtos MOO estão disponíveis nas principais lojas do Brasil.

Rodrigo Lobo

Colunista

Bacharel em Educação Física pela Escola de Educação Física da Universidade de São Paulo; Sócio diretor da Lobo Assessoria Esportiva; Palestrante de temas sobre qualidade de vida, treinamento esportivo e empreendedorismo; Colunista do portal Ativo.com e colaborador de diversos portais e revistas esportivas; Atleta amador de corrida de rua e triathlon, Contribui com o Trilo mensalmente com a coluna - DA TEORIA A PRÁTICA - tudo que precisamos saber para manter os treinos e a qualidade de vida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *