Daniel é um triatleta da nova geração. Se interessou pelo esporte quando por aqui se vivia o que eu gosto de chamar de segunda onda do triathlon. Impulsionado pelo sucesso do Ironman de Florianópolis, este ultra maratonista resolveu experimentar o esporte das três modalidades. Começou de maneira não muito ortodoxa, direto no 70.3 de Penha em 2012, para no ano seguinte saltar para o full distance de Floripa. Entre uma ultra maratona e outra, em 2015 ele participa do UB515, a nossa versão do Ultraman e, para surpresa de todos, talvez com excessão dele mesmo, Daniel vence em 2016 o quíntuplo Ironman realizado em León, México (19km natação/900km ciclismo/211km corrida). Uma prova para pouquíssimos homens e mulheres, mas para ele ainda faltava o algo à mais. Foi quando ele resolveu participar do Deca Ironman, na mesma cidade mexicana. Nesse desafio impensável, ele foi segundo lugar. Não satisfeito com a prata, Daniel de Oliveira Rodrigues resolveu voltar em 2018 para tentar o ouro. O resultado não veio, mas a vontade continua e agora, saberemos quais os próximos planos deste intrépido atleta.
 

Aproveitem!

 

Endörfina

Michel Bögli é um apaixonado por bicicletas e foi triatleta profissional entre 1988 e 1997. Venceu diversas provas, participou de alguns mundiais, incluindo dois Ironman do Havaí. Correu as primeiras provas de aventura por aqui, desde 1994 participou cinco vezes da Race Across America (RAAM) e em 2001, venceu a categoria duplas. Organizou diversas corridas de rua e provas de 24h de ciclismo, além de ter participado de quatro edições da Cape Epic. No Endörfina Podcast conversa com amigos e campeões do triathlon, corrida, ciclismo e natação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *