Ele iniciou na corrida aos 16 anos de idade, atraído pela premiação da prova. A data ele jamais se esqueceu, foi no 30 de maio 1987. O tempo nos 10km foi de 40’20”, o que lhe garantiu um inesperado 2. lugar e quinhentos cruzeiros no bolso. Trabalhando então numa olaria para a prefeitura de Descoberto, Minas Gerais, ele gostou da experiência e resolveu continuar participando das corridas da região. Mudou-se para Juiz de Fora para trabalhar numa fábrica de máquinas de escrever e competia pela equipe da empresa. Descontente com a vida na "cidade grande”, aos 19 anos resolveu voltar para sua cidade natal e continuou a correr. Os resultados cada vez melhores o levaram a passar por diversas equipes, sempre em busca de melhores condições de se sustentar e treinar. A vitória na famosa São Silvestre em 1994 pela equipe Pé de Vento o colocou de vez no ról dos atletas de destaque da corrida de rua da época. Quatro anos depois, na Alemanha, ele colocou seu nome definitivamente na história do atletismo mundial ao estabelecer a marca mais rápida até então para uma maratona, com o incrível tempo de 2h06’05”. Com vocês, o simpático e divertido Ronaldo da Costa.

 

Aproveitem.

Endörfina

Michel Bögli é um apaixonado por bicicletas e foi triatleta profissional entre 1988 e 1997. Venceu diversas provas, participou de alguns mundiais, incluindo dois Ironman do Havaí. Correu as primeiras provas de aventura por aqui, desde 1994 participou cinco vezes da Race Across America (RAAM) e em 2001, venceu a categoria duplas. Organizou diversas corridas de rua e provas de 24h de ciclismo, além de ter participado de quatro edições da Cape Epic. No Endörfina Podcast conversa com amigos e campeões do triathlon, corrida, ciclismo e natação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *