Meu convidado de hoje não fez nenhum Ironman para menos de 9 horas, muito embora seu melhor tempo numa maratona pura, tenha sido na casa das 3h05’. A primeira corrida da qual participou foi a Maratona Pão de Açúcar de Revezamento de São Paulo, em 1999, quando tinha 17 anos. Porém, a corrida realmente entrou na sua vida após o divórcio, em 2012, quando morava no Paraguai. Mesma época que resolveu lançar o perfil “Correndo por aí” no Instagram. Um ano depois, participou da sua primeira maratona e então decidiu treinar para um Ironman. Se mudou para Buenos Aires à trabalho e começou a jornada até estrear seu primeiro triathlon em Floripa, no ano de 2015. Até hoje já foram ao todo 5 provas de Ironman, sete 70.3, uma travessia 14 Bis e mais sete Maratonas.

 

Morando atualmente em Brasília, este caipira jogador de rúbgi que por acaso se tornou diplomata, apaixonado por São José dos Campos, sua cidade natal e pela cultura do triathlon, divide seu tempo entre o filho adolescente, a esposa e nadadora Izabella, seus livros, reuniões sobre as mudanças climáticas no mundo, uma rotina de treinos e muita dedicação aos seus mais de 35 mil fãs no Instagram. Com vocês, o idealizador do @Correndoporaí, o bem humorado Paulo Cezar Rotella Braga.

 

Aproveitem.

Endörfina

Michel Bögli é um apaixonado por bicicletas e foi triatleta profissional entre 1988 e 1997. Venceu diversas provas, participou de alguns mundiais, incluindo dois Ironman do Havaí. Correu as primeiras provas de aventura por aqui, desde 1994 participou cinco vezes da Race Across America (RAAM) e em 2001, venceu a categoria duplas. Organizou diversas corridas de rua e provas de 24h de ciclismo, além de ter participado de quatro edições da Cape Epic. No Endörfina Podcast conversa com amigos e campeões do triathlon, corrida, ciclismo e natação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *