Meu convidado de hoje ingressou na corrida por incentivo do irmão mais velho, figura quase que paterna para ele. O desempenho acima da média o levou a encarar os primeiros duathlons em 1993 e logo em seguida vieram os triathlons. Morar próximo à USP foi o ponta pé inicial para tornar os treinos mais acessíveis, bem como o incentivo de Cid Lopes Cardoso, através da sua loja Inside Out Sports (localizada os E.U.A). Cid proporcionou a Adriano uma espécie de bolsa atleta, fornecendo equipamentos, proporcionando uma piscina para os treinos (Projeto Acqua) e um treinador (Marcos Paulo Reis - ouça aqui a fantástica participação dele no Endörifna!). Foi o que coroou a perfomance do jovem triatleta, que em 1997 subiu ao pódio na sua primeira participação no Triathlon Internacional de Santos, com uma 5a. colocação na categoria 17-19 anos. Dono de uma corrida sempre muito forte e com a ajuda do novo treinador, novas oportunidades foram surgindo até que resolveu correr sua primeira Maratona em 1998, em SP. As 2h41min impressionaram a todos, exceto ele, que sentia que ainda estava longe do seu limite! Repetiu o feito em SP no ano seguinte com o mesmo tempo, mas foi na edição de Blumenau, onde fechou com 2h28min, vencendo a categoria, e na de Curitiba, apenas dois meses depois, onde obteve a marca das 2h31min que fizeram com que recebesse a proposta que iria mudar sua vida para sempre. Foi convidado pelo empresário e atleta, João Paulo Diniz, a se tornar um maratonista profissional, representando o Grupo Pão de Açúcar, na época um dos maiores incentivadores privados do atletismo nacional! Com a ajuda da então amiga e futura esposa Renata, Adriano tomou a decisão mais difícil de sua vida até então e resolveu arriscar a nova carreira. O resto é história que ele mesmo conta em detalhes aqui no Endörfina.

 

Em 2017, dezoito anos depois de ter competido sua último triathlon, Adriano resolveu largar a corrida profissional para dedicar-se ao trabalho à frente da sua assessoria esportiva e voltar ao mundo do triathlon. Dedicado e esforçado, hoje ele planeja seus passos no esporte com a experiência de quem construiu uma carreira sólida e vitoriosa, afinal, Adriano não tem pressa e sabe que, por isso, pode chegar bem longe.

 

Ouça Adriano Bastos, o octacampeão da Maratona da Disney falar sobre marketing pessoal, grana, carreira, imagem, trabalho, treinos e muito mais.

 

PS: agradecimento especial à REEBOK SPORTS CLUB de SP, na Vila Olímpia, por ter gentilmente cedido um espaço para a gravação deste episódio.

 

Aproveitem!

 

 

Endörfina

Michel Bögli é um apaixonado por bicicletas e foi triatleta profissional entre 1988 e 1997. Venceu diversas provas, participou de alguns mundiais, incluindo dois Ironman do Havaí. Correu as primeiras provas de aventura por aqui, desde 1994 participou cinco vezes da Race Across America (RAAM) e em 2001, venceu a categoria duplas. Organizou diversas corridas de rua e provas de 24h de ciclismo, além de ter participado de quatro edições da Cape Epic. No Endörfina Podcast conversa com amigos e campeões do triathlon, corrida, ciclismo e natação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *