Dono de uma personalidade irreverente, este pai de família e juíz de Direito do Estado de São Paulo compete desde 1988. Ele estima que já foram mais de 500 competições em sua carreira esportiva e não dá sinais de que vá parar tão cedo. Vindo de uma família de advogados, aos 15 anos venceu a primeira corrida à pé da qual participou, no tradicional Colégio Italiano Dante Alighieri de São Paulo, indicando o que viria a se tornar uma de suas marcas registradas: uma corrida muito forte. Ao assistir uma prova de Triathlon no Guarujá, se interessou pela modalidade. Em nossa conversa ele conta como foi esta descoberta, sua primeira competição no Hotel Fazenda Duas Marias no interior de São Paulo e sobre a maneira inusitada como conheceu o carioca Márcio Carrilho, sua primeira amizade no esporte.

 

Manssur participou de provas de todas as distâncias, mas teve maior destaque nas provas então chamadas de Biathlons (natação, corrida) e posteriormente denominadas Duathlons ou Aquathlons. Foi Vice-Campeão Mundial de Aquathlon em 2007 e 2008 no México e Campeão Mundial em 2009 na Austrália.

 

Mesmo competindo com adversários que muitas vezes possuem idade para serem seus filhos, ele ainda dá trabalho e conquista títulos, como por exemplo o de Campeão Brasileiro de Aquathlon ou o título de Vice-Campeão do Troféu Brasil, ambos em 2015, aos 45 anos. Um feito admirável!

 

Este "juíz atleta" ou "atleta juíz" conta sobre o preconceito que enfrenta no ambiente de trabalho e às vezes nas competições. Mas o fato é que sua competência profissional e esportiva nunca foram questionadas. Manssur sempre fez parte da equipe do Esporte Clube Pinheiros, e hoje, aos 47 anos, ainda competindo na categoria profissional, se motiva treinando com a jovem equipe principal do clube, da qual é uma espécie de mentor.

 

Em nossa conversa falamos de família, motivação, Ironman, Olimpíadas, sorte e vício! Manssur diz que "não pensa se vai ou não treinar, simplesmente acorda e treina todos os dias", mesmo que numa rotina puxada e pouco ortodoxa, meu convidado de hoje continua colecionando títulos e histórias.

 

Bons treinos!

 

Endörfina

Michel Bögli é um apaixonado por bicicletas e foi triatleta profissional entre 1988 e 1997. Venceu diversas provas, participou de alguns mundiais, incluindo dois Ironman do Havaí. Correu as primeiras provas de aventura por aqui, desde 1994 participou cinco vezes da Race Across America (RAAM) e em 2001, venceu a categoria duplas. Organizou diversas corridas de rua e provas de 24h de ciclismo, além de ter participado de quatro edições da Cape Epic. No Endörfina Podcast conversa com amigos e campeões do triathlon, corrida, ciclismo e natação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *