Considerando que você já treinou, testou os equipamentos como capacete aero, roda, roupa, ou seja, como fará a prova; chegou o momento de fazer um simulado e então tentar entender como serão as intensidades.

 

FC (frequência cardíaca) - Como se sabe, ela varia com uma certa facilidade mas dificilmente sairá das zonas que você já conhece. Por isso, o treino serve para que você conheça e entenda que dependendo do local a FC pode subir ou baixar 5-8bpm, enfim, tenha isso bem entendido entre você e seu monitor cardíaco.

 

RPM - Fundamental para que se tenha um bom equilíbrio e tente entender quando esta pedalando em " falso". Conforme sua velocidade vai aumentando, sinal de que esta descendo, vento a favor ou então acelerando em excesso. O rpm se relaciona demais com a sua FC, quanto maior o RPM, maior a FC e por isso cada um tem a sua melhor cadencia para determinada atividade ou estimulo.

 

Wattagem - o melhor indicador entre seus números. Saiba sempre qual estratégia tomar, quais números realizar e entender quantas vezes pode errar de propósito, ou seja, ultrapassar aquela faixa e ganhar alguns minutos, posições e quem sabe uma vaga. Lembre que a favor, a Wattagem cairá um pouco por isso também a FC entra na avaliação para entender o nível de esforço.

 

RPE - Percepção de esforço, a melhor opção que existe. Entretanto, o fator psicológico pode interferir bastante. O trabalho ou um problema qualquer pode deixar a percepção um pouco " bagunçada". Mas é com ela que você provará ao medidor que você é capaz de colocar mais forca, por mais tempo e ser o melhor aquele dia.

 

Por essas razões, nunca fique dependente 100% de nenhuma tecnologia, saiba como o seu corpo se comporta, como responde aos estímulos e isto fará de você um atleta mais completo.

Igor Laguens

Colunista

Educador Fisico, Certificado por Training Peaks, Endurance Coaching Summit, Serrota International Cycling Institute e Bikefit.com. Ciclista há mais de 17 anos, embaixador do Haute Route no Brasil, contribui com o Trilo quinzenalmente as terças feiras com a coluna: OS SEGREDOS DO CICLISMO DE ESTRADA – força com controle.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *