Cada vez mais em crescimento, os treinos indoor, que já são praticados em continentes onde o frio é muito intenso, hoje tomam conta da rotina de atletas no Brasil.

 

Com o dia a dia agitado, levar e buscar filhos, trabalho, trânsito, e ainda aquela previsão de chuva, faz com que cada vez mais a escolha seja feita por um treino mais rápido e “seguro”. Quando dizemos seguro, não podemos deixar de lembrar que nas ruas e nas estradas, ainda mais durante a semana, estamos suscetíveis a acidentes e isto não é muito indicado.

 

Em locais que chove muito, definitivamente a escolha por um treino indoor faz com que a planilha não seja quebrada e não perca a periodização feita pelo treinador.

 

Além do fator, risco, segurança, e agilidade no deslocamento, temos um dos pontos mais importantes a nosso favor. A precisão de leitura dos dados, ou seja, os que treinam com frequência cardíaca, a leitura não sofrerá com vento contra ou calor, mas lembre-se, deixe sempre o local bem ventilado e com bastante hidratação.

 

Aos que treinam com medidores de potência a leitura fica de forma constante e sempre no mesmo padrão, ou seja, a fidedignidade da leitura é quase 100%. O mais importante é que se mantenha sempre os mesmos padrões, de calor, vento, resistencia... isso fará com que os seus parâmetros estejam sempre alinhados.

 

Se tivéssemos que colocar algum ponto contra, seria a monotonia de um treino indoor e sozinho, certo ? Mas para isso, hoje existem programas onde você pode pedalar e competir de maneira on-line. Não bastasse isso, hoje simuladores de treino conseguem até mesmo simular a inclinação de uma montanha e reproduzir com a máxima perfeição essa sua escalada na montanha.

 

Bons treinos!

Igor Laguens

Colunista

Educador Fisico, Certificado por Training Peaks, Endurance Coaching Summit, Serrota International Cycling Institute e Bikefit.com. Ciclista há mais de 17 anos, embaixador do Haute Route no Brasil, contribui com o Trilo quinzenalmente as terças feiras com a coluna: OS SEGREDOS DO CICLISMO DE ESTRADA – força com controle.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *