No último domingo, 17, o Trilo e o Lanterne Rouge Cyclisme promoveram uma palestra sobre o Haute Route com o embaixador da prova, Igor Laguens, que participa neste ano pela sexta vez da competição. Foram cerca de 20 pessoas participantes.

 

O bate-papo foi uma oportunidade para os ciclistas que pretendem participar da prova entenderem melhor os desafios que vão enfrentar e pegar algumas dicas para o Haute Route, considerado uma das provas por etapas mais prestigiadas do ciclismo amador.

 

Igor sinalizou as principais dificuldades que a prova coloca à frente dos participantes. O foco da palestra foram as competições nos Pirineus e Alpes, que ocorrem em agosto e setembro. O Haute Route acontece em diversos locais pelo mundo.

 

PREPARE-SE
Inicialmente, o preparo para a prova começa no Brasil, com a seleção do que levar para a viagem. É necessário preparar o malabike, para levar a bicicleta, e uma mala para a viagem. Para a mala de mão, Igor disse que é recomendado separar uma sapatilha, duas mudas de roupa para bicicleta e um garmin.

 

No dia da prova, uma das preocupações dos ciclistas é com a qualidade do asfalto. Quanto a isso, não há uma grande preocupação. O asfalto é de boa qualidade, porém, se nevar muito, pode ficar um pouco craquelado. Durante a prova, há pontos de hidratação suficientes e posicionados estrategicamente.

 

A infraestrutura do Haute Route é muito bem elaborada e planejada. A alimentação antes e durante a pedalada é abundante e de qualidade. Todos os hotéis onde os ciclistas vão dormir têm uma equipe ou staff bem treinada e disponível para ajudar. Há até massagistas para os participantes.

 

Um dos pontos negativos, no entanto, é que a race village pode ficar longe do hotel. Assim, o ciclista tem que ficar se deslocando do hotel até lá, onde ocorre o briefing da etapa seguinte. Fique atento. O apoio da prova é suficiente, mas o atleta deve estar preparado para eventuais imprevistos. Se furar um pneu, tem que saber fazer o remendo ou troca. Em contrapartida, os participantes acabam fazendo amizades entre si e pode ser que receba ajuda se necessário.

 

Igor Laguens destacou que o tempo no Haute Route é muito curto, portanto, se planeje bem para descansar sempre e quando puder.

MONTANDO A MALA

CICLISMO

- 4 a 5 mudas de roupa de ciclismo (bretelle, camisa, 2ª pele boa e meia), dividir em sacos plásticos. Levar 5 ou 6 meias de ciclismo.
- 1 ou 2 sapatilhas, botinha, luva de dedo e balaclava caso faça frio, bandana para frio.
- Óculos de sol, capacete, garmin e cia, pilha, vector, chamois, ferramentas.
- Kit (2-3 câmaras, CO2, power link, pneu extra, gancheira), levar dinheiro também.
- Roupa de chuva
- 3 câmaras
- Remendo

 

DIA A DIA

- Creme para prevenir contra assaduras, meia de recuperação, suplementos.
- Chinelo, papete, tênis confortável.
- 2 mudas de roupa para o dia a dia, óculos e protetor solar.
- 1 ou 2 calças, 2 ou 3 bermudas, 4 a 6 camisetas, roupa para o frio.
- 1 agasalho para sair do hotel à noite.
Mala que será levada nos hotéis:
- Itens separados em sacos plásticos (roupas de ciclismo/ comida/ suplementos/ roupa do dia a dia/ documentos/ dinheiro/ remédios)
Mochila para o começo e final das provas:
- Suplemento
- Toalha
- Shorts (corrida)
- Casaco mais fino
- Camiseta
- Meia + tênis/ chinelo
- Dinheiro
- Crachá (comida + hotel)

 

DICAS DE ORGANIZAÇÕES

Antes de sair para jantar ou dormir, prepare-se para o dia seguinte. Separe a roupa que vai usar no pedal, deixe os bolsos das camisetas já com as comidas e o que pode usar para a prova.

 

Prepare a mala para, quando acordar, só colocar o pijama, necessaire e sair.

 

Verifique se os pneus estão cheios, passe um pano na bike, confira a lubrificação das correntes e leve água.

 

DICAS DE QUEM JÁ PARTICIPOU DA PROVA

Igor disse que sempre leva uma ‘aranha’ para fazer de varal no quarto, escrever uma lista dos suplementos que quer levar, para não esquecer, trazer itens de higiene pessoal, levar todos os remédios que costuma tomar quando fica resfriado, com dor de cabeça, enjoado, etc. No local da prova não há farmácia 24h.

 

No final, aproveite a prova, porque é uma ótima experiência para o ciclista amador. Qualquer dúvida, estamos à disposição para ajudar.

 

Dúvidas sobre o trajeto da prova e o que está incluso no kit de inscrição, basta entrar no site oficial do Haute Route - https://www.hauteroute.org/events

Igor Laguens

Colunista

Educador Fisico, Certificado por Training Peaks, Endurance Coaching Summit, Serrota International Cycling Institute e Bikefit.com. Ciclista há mais de 17 anos, embaixador do Haute Route no Brasil, contribui com o Trilo quinzenalmente as terças feiras com a coluna: OS SEGREDOS DO CICLISMO DE ESTRADA – força com controle.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *