Uma pergunta um tanto quanto básica pode remeter a uma discussão bastante positiva. No post anterior falamos da importância de termos as zonas de intensidade muito bem estabelecidas a fim de promover o máximo ganho condicional possível.

 

E está aí o ponto crucial deste texto... Se eu quero evoluir na minha atividade AERÓBIA para que me preocupar com treinos anaeróbios ? Ou melhor por que então fazê-los ?

 

A performance no Endurance está muita associada a um conceito de Economia de Movimento - correr o mais rápido possível pela distância almejada - O qual só é alcançada explorando intensidades que vão além dos 70% da Frequência Cardíaca Máxima (FCmax) * - zonas onde o metabolismo anaeróbio glicolitico começam a ser cada vez mais utilizado.

 

Por exemplo, treinos de tiros com FC maior a 90% da FCmax auxilia muito no ganho de eficiência mecânica. Por sua vez, treinos entre 80 a 90% da FCmaxj são fundamentais para otimização do consumo de oxigênio e, consequente, da capacidade aeróbia.

 

Entender o objetivo real de determinado treinamento facilita, e muito, a exploração máxima da sessão e, principalmente, o controle do seu rendimento. Um microciclo equilibrado entre cargas de intensidades predominantemente aeróbias e anaeróbias se faz fundamental pela máximo ganho de performance no Esporte de Endurance

 

Converse com seu técnico, entenda os objetivos de cada modelo de treinamento e sinta a evolução a cada dia.

Gustavo Magliocca

Colunista

Médico do Exercício e do Esporte pelo Hospital das Clínicas, USP. Médico titular da seleção brasileira de Natação nos Jogos Olímpicos de Londres (2012) e Rio de Janeiro (2016). O “Doc” como é conhecido contribui com o Trilo quinzenalmente as segundas feiras com a coluna: MITOS E VERDADES DA PERFORMANCE NO ESPORTE - tudo que de fato é real ou apenas boato no esporte.

2 thoughts on “A PERFORMANCE NO ENDURANCE ESTÁ ASSOCIADA A ECONOMIA DO MOVIMENTO

  1. Nicolau Trevisan disse:

    Isto significa por exemplo, que em uma prova longa é melhor uma cadencia mais baixa e um pouco mais de
    força, do que a cadencia alta e consequentemente um FC alta?

    1. marcelo abdo disse:

      Na verdade não podemos afirmar que uma cadência mais elevada seja menos econômica, ao contrário, estudos mostram que quanto mais próxima de 180 passos / min melhor a economia envolvida. A idéia da Economia do Movimento se diz em relação a Mecânica x PACE x Consumo de Oxigênio , quanto melhor a relação entre estes fatores, melhor será a performance

      Abs
      Gustavo Magliocca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *