FODAXMAN NO XTRI WORLD TOUR

 

Em janeiro de 2016, durante um treino de ciclismo com meus amigos Rafael Pina, Fabricio Abido e Felipe Manente na Serra do Rio do Rastro surgiu a idéia, ainda que vaga, de organizar uma prova de xtreme triathlon na região.

 

Xtreme triathlon ainda era algo pouco conhecido entre os atletas brasileiros. Na Europa no entanto estavam começando a surgir novas provas que se juntariam as já tradicionais Norseman, Swissman e Celtman.

 

A região da Serra Catarinense era o cenário perfeito para o primeiro xtreme triathlon no Brasil: condições climáticas muito adversas, percurso com muita altimetria acumulada e um cenário maravilhoso.

 

Assim nasceu o FODAXMAN, o primeiro xtreme triathlon realizado nas Américas.

 

Nenhum dos quatro tinha alguma experiência como organizador de provas, mas compartilhávamos o sentimento de querer oferecer uma prova em que o atleta fosse o centro e a razão da sua existência, que os valores do esporte fossem resgatados e que o espírito de camaradagem entre os atletas fosse mais importante do que o individualismo. Começamos dando pequenos passos, mas cientes de onde gostaríamos de chegar.

 

Desde a idéia inicial da prova muita coisa aconteceu. Já se foram 3 edições, e o número de atletas participantes aumentou na mesma proporção que o amor dedicado à organização da prova. A única coisa que não mudou desde o início foi nosso objetivo incansável de fazer uma prova de atleta para atleta e entregar a melhor experiência possível para cada uma das pessoas que se alinha na largada com o único objetivo de se tornar um Fodaxman, sem se preocupar com o tempo ou classificação.

 

Hoje, 08/04/19, escrevemos mais um capítulo importante na história do FODAXMAN, e por que não dizer na história do triathlon brasileiro.

 

O FODAXMAN foi oficialmente anunciado como uma “prospect race” do XTri World Tour, o circuito mundial de provas de xtreme triathlon, criado em 2018 e que passará a ter em 2019 um campeonato mundial na Noruega (Norseman).

 

Em 2019, além de nós do FODAXMAN, mais 2 provas foram selecionadas como “prospect races”: Black Lake Xtreme Triathlon em Montenegro e Manx Xtreme Triathlon na Ilha de Man. Nos juntaremos ao Norseman (Noruega), Swissman (Suíça), Celtman (Escócia), Janosik Slovak (Eslováquia), Alaskaman (EUA), Canadaman (Canadá), Swedeman (Suécia), Icon (Itália), Hispaman (Espanha) e Patagonman (Chile). Cada uma das provas do XTri World Tour é classificatória para o XTri World Championship.

 

Esta é uma conquista que nos enche de orgulho, aumenta nossa responsabilidade e que deve ser comemorada por todos os triatletas brasileiros.

 

Esta coluna é um oferecimento de HAWI ATHLETIC SUPLLY. A HAWI é uma marca casual e lifestyle criada para você que vive o esporte.

 

Foto : Col Agnel, 2744m de altitude na fronteira entre França e Itália – arquivo pessoal

Fernando Palhares

Colunista

Fernando Palhares (@xtri.man) é triatleta há mais de 14 anos. É um dos organizadores do Fodaxman, a primeira prova de xtreme triathlon da América Latina. Foi o primeiro atleta não-europeu a participar do Alpsman (França), é o atual vice-campeão do Fodaxman (Brasil) e melhor atleta latino-americano na história do Swissman (Suíça). Está em constante contato com os organizadores de algumas das principais provas de xtreme triathlon ao redor do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *