Fazia tempo que estava pra escrever uma lista de livros de esporte por aqui, algo que o pessoal pede bastante no instagram. Sempre enrolava, primeiro pra evitar a fadiga, mas principalmente porque queria ler o próximo para colocar na lista. Acontece que a lista de livros a ler nunca termina, então resolvi fazer uma lista de todos que tenho, com a ressalva de avisar os que não li.

 

São ao todo 126 livros pra você escolher.

Vou começar com uma lista dos TOP 20 de que mais gostei, e depois enumero, por esporte, um por um dos livros da minha biblioteca. Publiquei a lista há algum tempo no instagram e agora dei a nota, mas vi que não refletiu muito a posição de cada um na lista anterior. Foquem na nota rs.

 

Vamos às regras do rolê:

1- Vou comentar horrível, ruim, médio, bom, excelente nos livros pra dar uma ideia, mas é um gosto muito pessoal né. O aplicativo Goodreads é a melhor ferramenta pra você saber a nota que o pessoal deu na média.

2- Quando for biografia, a nota não reflete o quanto ou não eu admiro o atleta, mas sim meu gosto literário pela escrita do livro em si.

3- Os livros estão na língua que eu comprei para evitar algum erro de tradução minha. Pelo nome do autor dá pra você descobrir se há em português ou alguma outra língua.

4- Minhas principais fontes de livro foram a Amazon, a Estante Virtual e a compras quando viajei (isso não é jabá).

5- A lista é dos livros que realmente eu possuo. Então deve haver muitos bons que não estão contemplados aqui, fique a vontade para recomendar pra galera também!

6- Os que estão no TOP 20 não aparecem de novo na lista por esporte.

7- Não tem futebol, mas recomendo a biografia do Garrincha, do Rui Castro, e o livro de contos de futebol do uruguaio Eduardo Galeano.

 

OS TOP 20

20- Conquistando o inimigo, John Carlin (rugby/médio pra bom)
sobre a vitória da Africa do Sul na Copa do Mundo de rugby de 1995. Fala bastante sobre a historia do país e do apartheid.

19- A Travessura do Canal da Mancha, Ana Mesquita (natação águas abertas/muito bom)
se você gosta de natação vai adorar, ela conta seu caminho até o canal da mancha.

18- Correndo com os Quenianos, Adharanand Finn (corrida/bom)
inglês que foi passar 1 ano correndo e vivendo com os quenianos em Iten. Vai te ensinar tudo que voce precisa saber pra explicar por que eles são tão bons.

17- O rei do mundo, David Remnick (boxe/bom)
o livro explica todo o contexto do movimento negro nos EUA e como Mohamad Ali se tornou um ídolo nesse momento da historia norte-americana.

16- Invencível, Laura Hillenbrand (corrida/muito bom)
conta a historia do corredor norte-americana Louis Zamperini que sobreviveu dias no mar e depois foi preso num campo de concentração japonês na II Guerra. Tai um cara que sofreu viu! O filme é muito ruim, não perca tempo.

15- No teto do mundo, Rodrigo Rainieri (escalada/muito bom)
o brasileiro que mais vezes subiu o Everest conta suas aventuras escalando. O que mais gostei foi que te da uma noção muito boa de toda logística do rolê.

14- A life without limites, Chrissie Wellington (triathlon/bom)
tetracampeã mundial de ironman, ela conta como começou no esporte, visão das provas que participou e como era sua vida de treinamentos.

13- Road to Sparta, Dean Karnakes (ultramaratona/muito bom)
ideal pra quem gosta de historia antiga e corrida. Ele correu a Spartathlon e conta todos os detalhes da corrida histórica de Fedípedes na Grécia antiga.

12- Guga, Guga (tênis/excelente)
uma das melhores biografias que já li. Se você não gosta de tênis ou não acompanhou o Guga, talvez não curta tanto.

11- O jogo interior de tênis, W. Timothy Gallwey, (tênis/muito bom)
fala muito sobre o jogo mental dentro da quadra e no livro você aprende lições pra vida inteira.

10- A corrida secreta de Lance Armstrong, Tyler Hamilton (ciclismo/muito bom)
é o livro que o companheiro de equipe do Lance denuncia todas as falcatruas. Vai ver que o problema do Lance não é só o doping.

9- Carlos Grace, Reila Grace (jiu-jitsu/excelente)
nunca imaginei que ia gostar tanto de um livro de luta de mais de 500 páginas. Uma das historiais mais doidas do esporte nacional.

8- A genética do esporte, David Epstein (esporte em geral/ muito bom)
livro pra quem gosta de DNA, testes de esforço e historias de gente foda.

7- The Young woman and the sea, Glenn Stout (natação/excelente)
conta a historia da Gertrude Ederle, primeira mulher a atravessar o canal da mancha.

6- Open, Andre Agassi (tênis/excelente)
uma das biografias mais fortes e sinceras que já li.

5- Operação portuga, Sérgio Xavier Filho (maratona/excelente)
se você quer correr uma maratona e ainda mais se treina para o sub 3h não deixe de ler esse.

4- Nascido para correr, Christopher McDougall (corrida/excelente)
o maior best-seller de corrida faz jus a fama. Dificil sair indiferente lendo esse livro. Voce vai querer sair correndo descalço, cuidado!

3- Ironwar, Matt Fitzgerald (Ironman/excelente)
conta sobre a disputa do Mark Allen e Dave Scott no ironman de 1989. Depois soube que o autor não os entrevistou pro livro, dai caiu sua nota pra mim, mas ainda é muito massa.

2- A luta, Norman Mailler (boxe/excelente)
livro conta de um jeito magistral a luta entre Muhammad Ali e George Foreman no Zaire.

1- Correr, Jean Echenoz (corrida/excelente)
biografia de Emil Zatopek com uma escrita sensacional.

 

Vamos, agora, para a lista geral de livros. A ordem não tem a ver com a qualidade, uma vez que não li muitos deles. É a ordem que estava na estante rs.

 

TRIATHLON

The triathlete training Bible, Joe Friel (bom)
o livro se propões a ser uma Biblia pro triatleta. Tem muita informação boa, é enorme, mas boa parte dela não usei porque é muito pra quem quer treinar sozinho. Não sei se compraria novamente.

Dave Scott’s triathlon training, Dave Scott (bom)
também é um manualzão pra quem quer fazer triathlon. Comprei mais pelo valor histórico e pelas fotos de homens com bigode. Não li todo.

25 Years of the Ironman World Championship, Bob Babbit (muito bom)
fotos e textos sensacionais sobre a historia de Kona. Acho que já lançaram o de 30 anos.

Más rápido: la física y el triatleta, Jim Gourley (médio)
explica tim tim por tim tim as forças físicas por trás de cada modalidade e como fazer pra supera-las mais facilmente. Acho que eu teria gostado mais se eu fosse de exatas.

You are an Ironman, Jacques Steinber (ruim)
estou sendo injusto porque não terminei de ler (abandonei mesmo). É sobre pessoas normais fazendo ironman, mas achei a escrita chata e muito dramática com tudo.

To the finsish line, Chrissie Wellington (não li)
é uma manualzão feito pela tetracampeã em Kona.

La mirada de un ironman, Emiliano Battista (bom)
biografia do Eduardo Sturla, fala bastante da prova em Floripa.

Cuerpos al limite, Federico Biachini (bom)
autor argentino que reúne historias de atletas de endurance, muito deles ironman.

Desafiar al cuerpo, Federico Biachini (bom)
mesma pegada do de cima.

Fit Soul, Fit Body, Mark Allen e Brent Secunda (ruim)
sou muito fã do Mark Allen e bem interessado no aspecto mental da preparação dele, mas quase não consigo terminar o livro de tão chato no final. Ouça o podcast dele com o Rich Roll que vale mais a pena.

Redefine Impossible, James Lawrence (não li tudo)
livro do ironcowboy sobre a tentativa de 50 irons em 50 dias em 50 estados. Parei de ler quando ele fez uma das corridas no elíptico de academia. Estava cansado de ler tanto sofrimento também.

Surfacing, Siri Lindey (muito bom)
biografia da ex-atleta e hoje uma das maiores treinadoras do mundo de ironman. Muito legal pra quem tem curiosidade de saber como é a vida de atleta de elite nos EUA.

I’m here to win, Chris McCornmack (não li)
toda vez que publicava lista de livros de tri o povo escrevia que faltava esse.

Finding Ultra, Rich Roll (não li)
o ultra crush de todos os veganos.

Women who tri, Alicia diFabrio (muito bom)
me surpreendi demais com esse livro. Conta historias reais de mulheres que ingressaram no triathlon. Muito interessante e inspirador.

 

CORRIDA

Eu amo correr (médio)
livro brasileiro com fotos e historias de quem gosta de correr. Livro ok

Eat & Run, Scott Jurek (médio)
sendo sincero não lembro muito bem do livro, mas também lembro que não me marcou muito. Jurek é um dos maiores ultramaratonistas da historia, além de ser vegano. Um cara bem interessante. Saiu um novo dele sobre a Apalachian Trial senão me engano, mas não comprei ainda.

La senda del corredor, Adharanand Finn (médio)
do mesmo autor que foi correr com os quenianos, mas agora no Japão. Não tao emocionante como o do Quênia, mas com informações legais sobre o Japão.

Do que eu falo quando eu falo de corrida, Haruki Murakami (médio)
de toda essa lista que você verá nesse site, esse é sem dúvida o autor mais consagrado. Já foi indicado até pro Nobel. Mas não me empolguei com o livro.

Correria, Sérgio Xavier Filho (muito bom)
gosto de todos os livros do Sérgio, ele escreve muito bem. Nesse, ele reúne escritos bem legais sobre corrida.

Vidas corridas, Sérgio Xavier Filho (muito bom)
biografia de pessoas rycas apaixonadas por corrida. E tem triathlon também.

Segredos de um Ultramaratonista, Valmir Nunes (médio)
ele é o maior ultramaratonista da historia do Brasil e arrisco que um dos maiores do mundo, mas infelizmente o livro não empolga muito.

Pre, American Greatest Running Legend, Jordan (médio)
biografia curta do corredor americano Steve Prefontaine. Nada de espetacular, mas é bom porque é rápido (perdão pelo trocadilho).

Fast Girl, Suzy Favor Hamilton (bom)
ela era atleta olímpica norte-americana e tornou-se garota de programa em Las Vegas. História real bem diferente, só não me convenceu muito no final.

Correr o Morrir, Killian Jornet (abandonei)
ele. escreve.tipo.assim.e.isso.me irritou.

Usain Bolt, Usain Bolt (não li)
biografia dele.

Era uma vez um corredor, John L Parker (abandonei)
narra a historia ficcional de um corredor universitário norte-americano. É um sucesso nos EUA. Eu comprei a versão inglês e não estava gostando, dai comprei a portuguesa e também não gostei dai parei. Espero um dia voltar pra saber porque o pessoal gosta tanto.

Nacidos para ser heroes, Christopher McDougall (não li)
do mesmo autor de nascidos pra correr. Na verdade acho que esse não é de corrida, mas é sobre capacidades físicas numa das batalhas da II Guerra pelo que lembro.

Superarse es ganhar, Sebastian Armenaut (ruim)
livro de um ultramaratonista argentina, que depois descobri não comprovar todas suas façanhas.

Quebrando limites, Carol Barcelos (médio pra ruim)
as aventuras da repórter da Globo. Não me empolguei muito não.

Marathonomics, Cármem Imizcoz (médio)
a autora analisa a economia por trás das corridas de rua. Algumas partes legais outras meio sonolentas.

Correr, Dráuzio Varela (ruim)
adoro os livros dele, mas esse achei bem ruim. Fala bastante da parte fisiológica da corrida, mas acho que esperava mais sobre a parte sociológica.

Zen and the Art of Running, Larry Saphiro (médio)
lembro de ter gostado bastante do livro quando li. Estava começando a correr. Hoje não sei se gostaria tanto.

The Perfect Mile, Neal Bascomb (não li)
conta a história dos três homens que tentavam correr a milha abaixo de 4 minutos pela primeira vez na história. Dizem que é um dos melhores livros de corrida de todos.

Dos horas, Ed Caesar (excelente)
o autor disseca todas as possibilidades de um homem correr os 42km abaixo de 2h. O que mais gostei foi conhecer os bastidores das grandes corridas.

Matador de Dragões, Rafael de Marco (muito bom)
biografia do Joaquim Cruz. No começo achei estranha a linguagem, mas depois devorei o livro. Baita história.

50 maratonas em 50 dias, Dean Karnazes (muito bom)
o famoso ultramaratonista greco-americano correu 50 maratonas em 50 dias em 50 estados norte-americanos e conta como foi. A escrita dele é muito legal.

Let your mind run, Deena Kastor (excelente)
biografia da recordista norte-americana de maratona. Adorei do começo ao fim, me ajudou muito mentalmente na maratona.

Por qué corremos, Martín de Ambrósio (muito bom)
várias histórias legais sobre corrida que não conhecia na época que comprei.

Correr, Thor Gotaas (não li)
Não sou capaz de opinar

Boston, Sérgio Xavier Filho (muito bom)
leitura obrigatória pra quem quer um dia correr Boston. Não é tão bom quanto os outros deles, mas gostei.

90km, Nato Amaral (não li)
ele foi o brasileiro que mais vezes correu a Comrades, ultra na África do Sul com 90km.

Maratonista de alma, Stella Maris del Papa (não li)
autobiografia da primeira argentina a correr uma maratona.

Endurance, Alex Hutchinson (não li)
ex-corredor, hoje ele se dedica a estudar os esportes de endurance. Dizem que é muito bom.

 

NATAÇÃO

Find a way, Diana Nyad (não li)
ela nadou de Cuba aos EUA. Iza leu e não me lembro dela ter gostado muito não.

Relentless Spirit, Missy Franklin (muito bom)
autobiografia da nadadora olímpica americana. Relato bem honesto dos seus altos e baixos.

Revolution 9, Renata Agondi (bom)
diário da nadadora brasileira que infelizmente faleceu no Canal da Mancha. Chorei no final ☹

Chegando à outra margem, Marcelo Teixeira (ok)
o livro não é bom como livro, mas a história do Marcelo, de ex-usuário de drogas para um dos brasileiros que atravessou o canal da mancha, vale o livro.

Poliana Okimoto, Daniel Takata e Hélio de la Peña (ruim)
me dói dizer que o livro é ruim porque sou fã da Poliana e da sua medalha olímpica, mas o autor parece confundir biografia com puxa-saquismo, uma hora cansa

Nadar, José Meolans (não li)
biografia do nadador de 100m argentino. Iza não curtiu

Virada olímpica, Rebeca Gusmão (ruim)
interessante a parte que fala da evolução na carreira, mas a parte que vocês sabem qual é não me convenceu nem um pouco.

The swimmer as a hero, Charles Sprawson (não li)
parece que é meio sobre a filosofia do ato de nadar, mas não sou muito capaz de opinar.

Moldando campeões, Marta Izo (bom)
li apenas o capítulo que a Martinha conta das suas travessias no Canal da Mancha.

Swimming to Antartica, Lynne Cox (não li)
ela é uma das principais nadadores de águas frias do mundo, como você pode ver pelo título. Atravessou o Canal da Mancha. Iza amou!

Sexe, drogue et natation, Amaury Leveaux (não li)
biografia polêmica do nadador francês.

Plus fort la vie, Philippe Croizon (não li)
paratleta francês que cruzou tb o Canal.

The Great Swim, Gavin Mortimer (não li)
conta a historia real de quatro meninas tentando ser a primeira mulher a cruzar o Canal da Mancha.

Swimming Studies, Leanne Shapton (não li)
também uma abordagem mais filosófica sobre o ato de nadar.

 

CICLISMO

Les 100 histores de legende du Tour de France, Gerard Moltz (não li)
coffeebook com fotos e histórias massas do tour.

Eu amo bike (ok)
livros com fotos e historias de brasileiros que gostam de bike.

1000 maillots Tour de France, Claude Droussent (muito bom)
coffeebook com imagens das camisas históricas do Tour.

O Leão da Toscana, Alli e Andres McConnon (muito bom)
uma das histórias mais sensacionais do esporte que já li. Sobre como Gino Bartali salvava judeus com sua bike na Segunda Guerra.

Peter Sagan, Peter Sagan (não li)
autobiografia recém lançada do mito.

French revolutions, Tim Moore (não li)
um cara normal faz o mesmo percurso do Tour de France. Dizem que é hilário.

Elogio de la bicicleta, Marc Augé (bom)
texto meio filosófico sobre a bicicleta em si.

Mi vuelta a la vida, Lance Armstrong (não li e não lerei)
Lance contando os segredos do seu sucesso (quase todos).

Diários de bicicleta, David Byrne (não li)
acho que é mais sobre as aventuras nas cidades que ele passava fazendo show do que sobre ciclismo em si.

Mais que um Leão por dia, Alexandre Nascimento (legal)
ele fez o Tour da África, que sai do Cairo, no Egito, e vai até Cidade do Cabo pelo que me lembro. O livro fala mais sobre os países que passou do que sobre disputa de ciclismo mesmo. Bem interessante a parte dos países, meio chato o fato de toda hora querer enaltecer o próprio feito.

Full tilt, Dervla Murphy (estou lendo ainda)
em 1962, ela pegou a bicicleta e saiu de casa na Irlanda e foi até a India! Precisa falar mais nada né.

Bikefriendly imagination (muito bom)
compilados de grafites e desenhos urbanos sobre bicicleta.

 

DEMAIS ESPORTES

Rugby d´austrefois, Jacques Verdier (bom)
não li, mas vi todas as fotos de rugby old school que tem dentro.

El secreto del rugby argentino, Juan Carlos Bretta (não li)
portanto não sei o segredo ainda.

Dictionnaire amourex du Rugby, Daniel Herrero (não li).

Leyendas del Rugby, Daniel Dionisi (excelente)
histórias reais sensacionais do rugby argentino. Chorei também!

La sangre es toda mia, Techo de Vedia (não li)
livro do ex-jogador do SIC que conta a historia do rugby argentino.

Rugby mental, Fernando Saccone (não li)
autoajuda rugbero.

Maten al rugbier, Claudio Gómez (não li)
conta a história do time da universidade de La Plata que sumiu inteiro quase durante a ditadura argentina.

Legado, James Kerr (podia ser bom mas não é)
o autor conta o segredo do sucesso dos All Blacks, mas puxa muito pra auto ajuda empresarial, o que me cansou um pouco.

Rugby, Manuel Soriano (bacana)
é uma história policial com um time de rugby argentino como pano de fundo.

El rugido, José Búsico (não li)
sobre a excursão da Argentina à África do Sul, quando ganharam o apelido de Pumas.

A semente da vitória, Nuno Cobra (bom)
ex-preparador físico do Ayrton Senna. Quando li a primeira vez achei o máximo, mas na segunda não tanto. Resumo: durma bem, coma melhor, faça exercícios.

Elogio da beleza atlética, Hans Gumbrecht (abandonei)
estava filosofando demais e eu não estava na vibe.

Moneyball, Michael Lewis (não li/basebol)
esse livro é o número 1 nas indicações de esporte no goodreads. Eu vi o filme e a história é animal mesmo. Como o basebol foi revolucionado por um nerd que calculava.

Corazón de Rey, Sérgio Maravilla Martinez (boxe/muito bom)
autobiografia do lutador argentino. Sempre curto livros de boxe, baita esporte mental.

Herói por nós, Tânia Siviero (atletismo/excelente)
coffebook que conta a história de Adhemar Ferreira da Silva!

Minha luta, sua luta, Ronda Rousey (MMA/Muito bom)
comprei sem saber a história dela e curti demais mesmo o livro!

O segredo de um ganhador, Novak Djokovic (tênis/não li)
senão me engano é sobre o estilo de vida e dieta dele.

Minha vida fora das quadras, Jimmy Connor (tênis/não li)
biografia DO Jimmy Connor

Gaudio, Danny Miche (tênis/não li)
biografia do tenista argentino.

Aqui tem, Fernando Meligeni (tênis/não li)
biografia do Fininho.

Giba neles!, Giba (volêi/muito ruim)
devia ter “cortado” esse livro da lista.

Lars Grael, Eduardo Ohata (Iatismo/ruim)
infelizmente mais um livro que não faz jus à história do atleta.

Open Heart, Open Mind (esportes de inverno/não li)
biografia da canadense que teve as manhas de ganhar medalhas nas olimpíadas de inverno e de verão.

Dias bárbaros, William Finnegan (surf/não li)
um dos livros clássicos do esporte também, dizem ser bom.

Motivos para viver, vencer e ser feliz, Oscar Schmidt (basquete/não li).

Dorados y Eternos, Pablo Pokorski (basquete/excelente)
conta a história da seleção argentina campeã olímpica, umas das partes mais legais do esporte sul-americano atual.

Onze anéis, Phil Jackson (basquete/abandonei)
o ex-treinador conta como ganhou os 11 anéis de campeão da NBA, mas não curti muito o começo e parei.

Jogando para vencer, John Wooden (basquete/ muito bom)
ele ganhou 10 vezes o NCAA com a UCLA e conseguiu 88 vitórias seguidas. Tenta ter pegada autoajuda mas da pra revelar.

Fora do comum, Tony Dungy (futebol americano/muito bom)
conta sobre sua filosofia dirigindo o time. Da mesma coleção do anterior. Gosto dessas histórias de gente boa no que faz.

Entrenando sueños, Luis Barrionuevo (hockey na grama/não li)
o ex-treinador das Leonas conta sobre sua filosofia de treinamento.

99 stories of the game, Wayne Gretzky (hockey/não li)
livro do maior de todos os tempos na NHL.

Por um bife, Jack London (boxe/não li)
contos sobre o esporte do escritor norte-americano nascido no século XIX.

The champion’s mind, Jim Afremow (preparação mental/médio)
algumas histórias boas, algumas dicas boas, mas nada que mudará sua vida.

The boys in the boat, Daniel Brown (remo/excelente)
esse livro era pra estar no top20, fica a dica secreta aqui pra quem leu até o final. História do time norte-americano nas olimpíadas de 1936.

Torito de Mataderos, Júlio Cortázar (boxe/muito excelente)
não é um livro, mas um conto sobre o grande boxeador argentino Justo Suárez, pelas mãos de um dos maiores nomes da literatura sul-americana e mundial. Da pra achar em pdf.

 

Falta na lista o “King of the Roads”, Cameron Stracher, sobre o boom das corridas nos EUA na década de 1970/80, que estou lendo agora. (126).

 

Boas leituras!

 

Esta coluna é um oferecimento de DOBRO. Naturalmente energética, a DOBRO é a primeira barra do Brasil feita com café orgânico 100% arábica e ingredientes nutritivos de alta performance. Equivalente a 2 xícaras de café, a barra de 50g possui um equilíbrio perfeito de gorduras boas e carboidratos, além de cafeína natural, ótima para uma melhora na performance e na disposição física e mental.

 

Todos os produtos DOBRO estão disponíveis aqui no site do trilo e nas principais lojas do Brasil.

Correndo por Ai

Colunista

Blogueiro do instagram @correndoporai e triatleta amador, é historiador formado pela Universidade de São Paulo e diplomata de profissão. Apaixonado pelos esportes de endurance e por suas curiosidades, busca sempre uma boa história para compartilhar por aqui, seja em livros, artigos, podcasts, filmes ou em uma daquelas belas discussões nas redes sociais. 6x Ironman, espera chegar em Kona nem que seja pela teimosia.

One thought on “126 LIVROS DE ESPORTES

  1. João Egdoberto Siqueira disse:

    Era uma vez um corredor. Para gostar do livro é necessário conhecer, ao menos, um pouco da história das corridas, das pessoas que fizeram essa história, como Steve Prefontaine (corredor norte-americano de 1500 e 5000 m, 4. em Munique), Martin Liquori (várias vezes sub-4 na milha e um dos melhores do mundo nos 1500 m), Frank Shorter (campeão da maratona de Munique, e ganhou a São Silvestre – como se fosse grande coisa), poder saber quem eram os australianos e neozelandeses que corriam o meio fundo na década de ’70, como se treina e o que se passa na cabeça de quem treina para alcançar aquele nível. Se não souber … com certeza terá respostas “pra saber porque o pessoal gosta tanto”.
    Fora algumas indicações, boas indicações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *