Você e eu sabemos que não existe nada melhor do que viajar com os amigos pra pedalar em lugares paradisíacos, onde a única preocupação é o destino da próxima parada para um café expresso.

 

Mas a realidade pode não ser tão simples assim. Muitas vezes, a concretização da viagem dos sonhos pode depender de uma longa e delicada negociação com o (a) chefe: o (a) chefe da sua casa.

 

Venho acompanhando o mercado de ciclismo, corrida e triathlon há algum tempo e posso afirmar que, pelo menos no público Brasil, quem viaja pelo mundo para praticar esportes não está na faixa dos 20 e poucos anos. Basta olhar ao seu redor, quando estiver em algum evento ou treino internacional. A maior fatia do pelotão beira a faixa dos 35 anos e, na maioria dos casos, isso quer dizer um atleta com família, filhos, esposa ou esposo e outros agregados.

 

Viajar casualmente para uma “aventura esportiva” pode não ser uma tarefa tão simples para este perfil de atleta.
Não tenho dúvidas de que, conciliar uma série de assuntos pessoais é - e deve ser - a prioridade número 1 nesse importante processo de decisão.

 

O meu aprendizado neste assunto vem da minha experiência pessoal, cheia de viagens pelo mundo, tanto sozinho como com a família e com os clientes da @7sherpas. Por isso compartilho aqui algumas dicas valiosas para ajudar a manter a harmonia na vida e nos lares dos esportistas que pretendem viajar.

 

1- COMPARTILHE SEUS PLANOS COM ANTECEDÊNCIA. Conheço casais e famílias que fazem um tipo de "contrato" verbal, garantindo, por exemplo, uma viagem anual sozinho ou com amigos. Assim como conheço pessoas que possuem calendários prontos para o ano seguinte, com todas as viagens de cada um já desenhadas. Para viajar sozinho, o diálogo e o entendimento são essenciais. Se todos forem antecipadamente envolvidos nos planos, ninguém é pego de surpresa e fica mais fácil a compreensão das partes.

 

2- CADA UM NO SEU ESTILO. Alguns casais viajam juntos para um roteiro esportivo, sem os filhos. Algumas vezes, apenas um deles é atleta. E quer saber? Funciona muito bem. As agendas podem ser facilmente conciliadas para que cada um faça as suas atividades - por exemplo, na parte da manhã - e se juntem em seguida para atividades em comum. Tem ainda o acompanhante que prefere curtir a vibe do esporte, acompanhando, por exemplo, toda uma manhã de ciclismo de dentro do carro de apoio. Uma forma diferente de curtir a viagem e conhecer os lugares. O importante é que todos estejam confortáveis fazendo o que gostam.

 

3- FOCO NO ESPORTE + FOCO NA FAMÍLIA. Alguns de nossos clientes costumam fazer uma combinação interessante para garantir o foco tanto no esporte quanto na família. Eles chegam antes e fazem parte da viagem solo, por exemplo, pedalando por alguns dias. A família chega depois para continuar a viagem, com um roteiro 100% focado no lazer. Convenhamos: uma vez que o "dever" foi cumprido e que toda aquela endorfina foi liberada, nada melhor do que relaxar na companhia de quem você gosta.

 

4- PERSONALIZE A VIAGEM PARA TODOS. Uma outra alternativa é a personalização de um roteiro encaixando atividades para toda a família, ao mesmo tempo. Isso quase sempre é viável, dependendo do perfil do grupo e da idade dos envolvidos. Sim, é possível encaixar os seus treinos numa semana cheia de parques de diversão, bons restaurantes e compras.

 

Gosto muito da frase "A felicidade só e plena quando compartilhada” do filme “Into the Wild”. Quando você viaja conhece lugares únicos, se conecta com a natureza através do esporte, assiste os mais lindos nascer do sol em meio a paisagens de tirar o fôlego...e isso é perfeito. Poder dividir isso com as pessoas que mais importam pra você, não tem preço.

 

Estou certo de que este é o motivo pelo qual tenho visto cada vez mais famílias buscando experiências novas, fugindo do convencional, das viagens para a Disney, das compras em New York e Miami. Nada pessoal contra estes destinos, apenas sei que existe um mundo enorme aí fora para ser descoberto e explorado e é injusto deixarmos de mostrar isso para os nossos filhos e amigos.

 

Na semana passada, recebemos um grupo de ciclistas canadenses. Uma família que, ao invés de presentes, costuma se presentear com experiências pelo mundo. Era nítido que nem todos ali praticavam o ciclismo com frequência, mas estavam o tempo todo sorrindo e unidos. Unidos por um momento especial com a família. Unidos para curtir o presente de um filho. Unidos para conhecer e compartilhar uma experiência. Esse único dia de pedal vai ficar para sempre na memória deles. E para mim, foi muito especial ter feito parte disso também.

 

Para muitos - e eu me incluo nessa lista - o esporte é sagrado. É um momento único para organizar as idéias e sincronizar o corpo e a mente, como se estivéssemos dando um "reset" na alma.

 

Pode ser que seus amigos, parceiros ou família não pensem assim, não estejam na mesma vibe. Eles também possuem outras formas de curtir o seu tempo. Cada um tem o seu momento sagrado, seja ele qual for.

 

Se os espaços forem respeitados, os momentos compartilhados ficam muito mais produtivos e prazerosos.

 

E pode ter certeza de que os reflexos dessa troca de experiências será sentido por todos, para sempre.

Chris Kittler

Colunista

Chris Kittler é fundador & CEO da 7sherpas, triatleta há 20 anos, 10 vezes Ironman no Hawaii e no mundo, co-fundador do portal Active.com e fundador do Grupo ativo.com. Tornou-se referência e formador de opinião entre os grandes players do mercado de esportes de endurance. Contribui com o Trilo mensalmente com a coluna: O ESPORTE É O SEU PASSAPORTE - Explore o mundo e conheça lugares incríveis!

3 thoughts on “VOU VIAJAR, MAS… E A FAMÍLIA?

  1. Mario molari disse:

    Chris excelente foi bem fundo ao assunto parabéns você deu um show. Cara até chorei era isso que a família necessita. Um grande abraço a família agradece
    Muito bom Chris mais uma vez parabéns.

    1. Chris disse:

      Obrigado Mario! A familia e tudo nessa vida 🙂
      Forte Abraço!

  2. Mario molari disse:

    Meu grande amigo Chris. Gostei de mais .Vou viajar mas e a …..familia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *