Esses conceitos são muito ouvidos nas ruas de Manhatan e nos locais mais descolados do planeta. Procurados por aqueles que querem atingir seu máximo potencial, utilizando as técnicas disponíveis para o melhor aproveitamento do cérebro, seja para empregar na área profissional, esportiva ou pessoal. Quem ainda se prende apenas ao treinamento físico, está ficando para trás.

 

Apesar desses conceitos estarem na moda, são utilizados no DeRose Methoh há quase 60 anos.

 

Mas afinal, o que é e para que serve?

Mindfulness propõe a atenção plena. É o processo psicológico de chamar a atenção para experiências que ocorrem no momento.

 

Entre outros, atua de forma consciente e efetiva nos níveis de stress, equilibra a defasagem psico-orgânica gerada pelas demandas do dia a dia, aumenta a vitalidade e energia disponíveis.

 

Quem não quer treinar, trabalhar o dia inteiro, dar atenção aos amigos e família e ainda terminar o dia com disposição?

 

Durante nosso dia agimos de forma automática inúmeras vezes. Não estar presente nas ações gera diminuição de resultado e performance, pode nos custar tempo, dinheiro e até mesmo um acidente.

 

Quando você faz alguma refeição, por exemplo, você tem o costume de desviar sua atenção olhando o celular, a TV ou qualquer outro objeto que tire sua concentração do ato de se alimentar? Com que frequência você se alimenta apenas sentindo as sensações que a comida proporciona? Quantas vezes você percebe as cores, sabores e texturas dos alimentos? E quanto desta percepção (ou dispersão) você leva para outras atividades rotineiras?

 

Para treinar a consciência plena, como também é chamado, utiliza-se ferramentas como a respiração, descontração e meditação.

 

Ao atingir estados profundos de descontração, alcança-se outros níveis de consciência onde é possível moldar o inconsciente, por isso é uma ferramenta importante para criar novos comportamentos e modificar o molde mental. Aqui entra o conceito de Mindset.

 

Os condicionamentos têm autonomia, a não ser que o indivíduo assuma o controle sobre si mesmo. A tendência é repetir as ações e com isso obter sempre os mesmos resultados, e não necessariamente os que gostaríamos.

 

Para falar apenas no âmbito do esporte, você já deixou de fazer uma prova porque achava que não era capaz? Tem receio de aumentar as distâncias? Se auto sabota nos treinos? Dá menos do que pode? Reclama da planilha que o treinador mandou? Sempre acha que o treino está mais puxado do que sua capacidade? Tem a tendência de reclamar se está calor, frio, sol, chuva, vento, seco...? Se sim, você certamente precisa reprogramar sua mente.

 

Quando se está presente, não há espaço para criar emoções e pensamentos negativos. Seja dono do que ocorre no seu corpo e na sua mente. Este é o conceito de Mindfit.

 

É importante escolher quais pensamentos quer construir em sua consciência, pois eles vibram, se movem, criam sulcos na sua memória e se refletem em ações concretas. Agimos de acordo com o que pensamos.

 

Cada pensamento altera sua vida, partindo do princípio de que altera seu corpo, emoções e a respiração.

 

Poucos minutos de descontração bem feita equivale a horas de sono bem dormidas. Uma descontração feita no meio do dia pode renovar as energias, além de atuar progressivamente de forma a se refletir, de forma positiva, em todos os âmbitos da sua vida.

 

Parar um tempo durante o dia para descontrair pode dar a sensação de perda de tempo, ainda mais nos dias atuais, onde se cobra tanto a produtividade, mas esta parada pode significar ganhar performance e resultado, já que auxilia na diminuição das dispersões, aumenta o foco e o nível de energia, organizando e deixando as ideias mais claras.

 

Você já investe em equipamento, preparo físico, acompanhamento de treinador, nutrição ... não vai deixar de investir no que você tem de mais precioso, que é sua mente, certo?

Ale Filippini

Colunista

Migrou da advocacia internacional para a área de qualidade de vida e alta performance há quase 10 anos. Formada pela Federação de SP do DeRose Method, especializou-se em treinamentos e palestras para quem quer melhor desempenho profissional ou esportivo, com experiência de consultorias inclusive fora do país. Utiliza técnicas respiratórias, corporais, de mentalização, meditação, descontração muscular, entre outras, como um diferencial para quem quer atingir um nível acima. Essas ferramentas têm sido amplamente utilizadas por atletas amadores e profissionais, tanto brasileiros quanto estrangeiros. É corredora há 12 anos e migrou para o triathlon há 2, tendo completado 2 IronMan 70.3 neste período. Assinará a coluna “Alta Performance – Você é a chave para o Alto Rendimento”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *