Que os pensamentos têm força, isso ninguém duvida, caso contrário, o Livro “Lei de Atração” não teria feito tanto sucesso no mundo.

 

Livre de associações místicas, o fato é que agimos de acordo com o que pensamos. Tudo começa no plano mental.

 

O pensamento nada mais é do que um processo que permite aos seres modelarem a percepção do mundo ao redor de si.

 

O que pensamos está associado ao conhecimento adquirido através de processos como a percepção, atenção, associação, memória, raciocínio, juízo, imaginação e linguagem.

 

É a forma como o cérebro percebe, aprende, recorda e pensa sobre toda informação captada através dos cinco sentidos.

 

Ou seja, novas vivencias e o meio em que estamos inseridos influencia muito na forma como pensamos. E por conseguinte, agimos.

 

Você faz ideia de quantos pensamentos tem por dia? Os especialistas dizem que cerca de 70mil por dia, 3mil hora e cerca de 50 minuto!

 

Imagina quanta coisa passa na sua cabeça, interessante e desinteressantes, construtiva ou destrutiva, positiva ou negativa, neste turbilhão que está ocorrendo neste exato momento na sua cabeça.

 

Ora, se o pensamento cria a realidade, um dos caminhos para ter uma vida de realização é ter consciência e controle sobre os seus pensamentos, e deixar de desperdiça tempo e energia com pensamentos caóticos e muitas vezes negativos.

 

Uma das formas de mudar isso é ter consciência e atenção ao que se passa na sua cabeça.

 

Por este (e outros motivos) que os atletas e profissionais de sucesso têm procurado cada vez mais a meditação, uma das ferramentas para a diminuição das ondas mentais e clareza de pensamentos.

 

Esses dias fui correr e estava sentindo muita dor nas pernas e falta de ar. A única coisa que passava na minha cabeça era: dor, falta de ar, dor, falta de ar.

 

Como um mantra que eu repetia quilometro após quilometro. Quando me dei conta que estava reforçando algo que já não estava bom, automaticamente mudei a chave mental.

 

Comecei a repetir: estou me sentindo bem e feliz, bem e feliz ... coloquei um leve sorriso na face e esta atitude me rendeu 15 segundos a menos no quilometro seguinte.

 

E na sua cabeça, o que tem passado?

Ale Filippini

Colunista

Migrou da advocacia internacional para a área de qualidade de vida e alta performance há quase 10 anos. Formada pela Federação de SP do DeRose Method, especializou-se em treinamentos e palestras para quem quer melhor desempenho profissional ou esportivo, com experiência de consultorias inclusive fora do país. Utiliza técnicas respiratórias, corporais, de mentalização, meditação, descontração muscular, entre outras, como um diferencial para quem quer atingir um nível acima. Essas ferramentas têm sido amplamente utilizadas por atletas amadores e profissionais, tanto brasileiros quanto estrangeiros. É corredora há 12 anos e migrou para o triathlon há 2, tendo completado 2 IronMan 70.3 neste período. Assinará a coluna “Alta Performance – Você é a chave para o Alto Rendimento”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *